topbella

domingo, 25 de abril de 2010

AMOR de BORBOLETA


A escuridão opressora do casulo fazia com que eu eminhocasse e me sentisse, sempre, tão pequena.
A vida??! Eu a observava por uma única janela, tão pequena, que cabia em um único olhar. Um olhar?!
Sim! o olhar dos sonhos que inundavam num mar de esperanças cada tiquinho do oceanomundo do meu coração vermelho, vasto e profundo.
O casulo rompeu-se, abruptamente, numa manhã mocoronga no alto Tapajós. Meu corpo e alma pareciam dilacerar juntos. Caí vestida de rendas azuis nas nuvens. Por segundos, confundi-me com o céu.
Nessa queda livre em comunhão com o mundo, senti que tinha asas, ASAS de BORBOLETA.
Voei pela Amazônia. Vi o encontro das águas do rio Tapajós com o Amazonas ( Espetáculo da Natureza!). Tomei banho em Alter do Chão (Caribe da Amazônia) e Praia do Juá ( nossa Praia particular ).
Fui beijada pelo boto cor de rosa que quase me seduziu para ir morar com ele em cima de uma Vitória Régia. Sorte que o saci me puxou pelo braço, impedindo o encanto , e eu fugi com a Iara. Nadamos juntas até a Baía do Guajará.
Avistei Belém que quero tão bem!
Tomei açaí no Ver o Peso, dancei carimbó com o Arraial do Pavulagem na Praça da República e acompanhei, pousada na corda, o Círio da Mãezinha de Nazaré.
E, em uma dessas noites estreladas na Cidade Morena, deixei-me aprisionar nos olhos verdes de um peão. Permiti-me ficar ali, quietinha, descobrindo a beleza do AMOR.
Os Olhos Verdes, como cometas sem destino num céu de ilusões, resolveu trocar o sabor do açaí pelo gosto do pequi. E, de mãos dadas com a saudade, cheguei à Terra do sol do meio dia, salpicada de cachoeiras e serras.
Por um pedido meu, os Olhos Verdes se fizeram distantes. Chorei a dor da perda e da partida nos braços da Solidão.
Fui consolada pelo sr. TEMPO que tudo cura, que tudo acalma e o que não esquece, adormece.
Voltei, então , a borboletar pelos jardins da vida. Procuro minha flor pousante e eterna. Ainda não sei se é amarela, verde, azul ou preta.
Só sei que nos encontraremos e viveremos juntos a mais bela, verdadeira e infinita história de AMOR de BORBOLETA.
AHHHHHHHH !!!!!!!!!! Q Romântico!!!!!!!

sábado, 24 de abril de 2010

Escrever ........Viver......Escrever

Começo...
Sempre pensei e senti uma imensa necessidade de escrever. Sabe essas sensações loucas de ver algo e querer registar no papel?
Pois é... SEMPRE senti prazer com a leitura e com escrita. Contudo, embora essa necessidade fosse constante, ela nunca foi saciada. Talvez pq eu tenha certo receio em compartilhar com o mundo minhas impressões e desejos.
Talvez pq eu tenha medo de assustar as pessoas com os amigos imaginários que tenho. . Talvez pq eu tenha medo de expor O MUNDO DE LORELAI.
Pq????????????
Pq é nesse MUNDO tão MEU que eu SOU VERDADEIRAMENTE FELIZ.
Mas a vida é um eterno compartilhar, por isso disponibilizo MEU MUNDO a partir de agora.
Ele, para ser entendido, precisa ser sentido com o coração e visto com os olhos da alma.
Imaginação, AMOR, Sonhos, Verdades, Pureza, VIDA, DEUS, SAUDADE, FELICIDADE, BOM HUMOR.....BEM VINDOS ao MUNDO DE LORELAI.

Sobre Mim

Minha foto
Elienai Lorelai
Sou alguém que brinca com as palavras para redimensionar fatos da realidade. Afinal, a VIDA é muito mais linda com um toque de literatura e poesia. Boa leitura a todos!
Visualizar meu perfil completo
 
Blog da Elienai©