topbella

domingo, 25 de abril de 2010

AMOR de BORBOLETA


A escuridão opressora do casulo fazia com que eu eminhocasse e me sentisse, sempre, tão pequena.
A vida??! Eu a observava por uma única janela, tão pequena, que cabia em um único olhar. Um olhar?!
Sim! o olhar dos sonhos que inundavam num mar de esperanças cada tiquinho do oceanomundo do meu coração vermelho, vasto e profundo.
O casulo rompeu-se, abruptamente, numa manhã mocoronga no alto Tapajós. Meu corpo e alma pareciam dilacerar juntos. Caí vestida de rendas azuis nas nuvens. Por segundos, confundi-me com o céu.
Nessa queda livre em comunhão com o mundo, senti que tinha asas, ASAS de BORBOLETA.
Voei pela Amazônia. Vi o encontro das águas do rio Tapajós com o Amazonas ( Espetáculo da Natureza!). Tomei banho em Alter do Chão (Caribe da Amazônia) e Praia do Juá ( nossa Praia particular ).
Fui beijada pelo boto cor de rosa que quase me seduziu para ir morar com ele em cima de uma Vitória Régia. Sorte que o saci me puxou pelo braço, impedindo o encanto , e eu fugi com a Iara. Nadamos juntas até a Baía do Guajará.
Avistei Belém que quero tão bem!
Tomei açaí no Ver o Peso, dancei carimbó com o Arraial do Pavulagem na Praça da República e acompanhei, pousada na corda, o Círio da Mãezinha de Nazaré.
E, em uma dessas noites estreladas na Cidade Morena, deixei-me aprisionar nos olhos verdes de um peão. Permiti-me ficar ali, quietinha, descobrindo a beleza do AMOR.
Os Olhos Verdes, como cometas sem destino num céu de ilusões, resolveu trocar o sabor do açaí pelo gosto do pequi. E, de mãos dadas com a saudade, cheguei à Terra do sol do meio dia, salpicada de cachoeiras e serras.
Por um pedido meu, os Olhos Verdes se fizeram distantes. Chorei a dor da perda e da partida nos braços da Solidão.
Fui consolada pelo sr. TEMPO que tudo cura, que tudo acalma e o que não esquece, adormece.
Voltei, então , a borboletar pelos jardins da vida. Procuro minha flor pousante e eterna. Ainda não sei se é amarela, verde, azul ou preta.
Só sei que nos encontraremos e viveremos juntos a mais bela, verdadeira e infinita história de AMOR de BORBOLETA.
AHHHHHHHH !!!!!!!!!! Q Romântico!!!!!!!

9 comentários:

Rosiléa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rosiléa disse...

Aproveitei que descobri o blog para "borboletear" por aqui. Impressionei-me com a evolução das palavras e construções, mas não conseguir me surpreender com essas personagens, que te afloram porque conheço algumas delas. Escrever foi uma ótima ideia,para não se limitar. O mundo é seu! Escrever e passar experiências. Então, o que é a literatura senão isso?? Vou adorar continuar lendo... Bjkas!!!

Jezebel disse...

Que romântico mesmo!!!

porgabrielathome disse...

Olá professora :]
amei o blog , e vou acompanhar ..
Afinal , só vemos guerras , tragédias , morte , fome , tristeza .. precisamos de uma fuga desse mundo tão perverso para o amor , a felicidade e os bons sentimentos .

Se puder , dar uma passada lá no meu Blog! ;]
http://porgabrielathome.wordpress.com

bjs prof.

celebs today disse...

amei o blog , e vou acompanhar .. +1

Blade Online disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
gabriel disse...

Hehehe, ta super chique!!
sucesso
beijos pra vc, ah, curti muito o conto

Jéssica Rodrigues disse...

Amei o blog, profesora... Simplesmente perfeito! Palavras tão sinceras, palavras tão bonitas, palavras tão profundas!

Mariana Borges disse...

Simplismente mágico Prof..
"A terra do sol do meio dia" disse TUDO.

acompanho sempre..

beiiijo
;*

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Sobre Mim

Minha foto
Elienai Lorelai
Sou alguém que brinca com as palavras para redimensionar fatos da realidade. Afinal, a VIDA é muito mais linda com um toque de literatura e poesia. Boa leitura a todos!
Visualizar meu perfil completo
 
Blog da Elienai©