topbella

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Como realizar sonhos no novo ano

2012 se vai .....e eu preciso escrever sobre isso. Todo final de ano trazia consigo um ritual obrigatório na minha vida (e de muitas pessoas, imagino). Exatamente no dia 31 de dezembro, eu elaborava minha LISTA DE SONHOS A REALIZAR NO NOVO ANO. Não havia muita novidade bombástica. Quase sempre os mesmos desejos: Saúde, Amor, Família, Profissão, Amigos e Fé. E foi assim durante uns longos anos... Amanhã é 31, Meu Deus! Tenho que fazer minha lista.... Então, ouvi uma voz (alguns a chamam de consciência, eu prefiro chamar de DEUS) que me sugeriu “Leia o que você escreveu na sua lista no ano passado” Busquei nos meus registros antigos e comecei a ler reflexivamente, sonho por sonho. Quando finalizei, a voz me questionou “Quantos sonhos realizados em 2012?” Antes que eu respondesse, a voz concluiu “Percebeu como, ano após ano, são sempre os mesmos desejos? Se você não lutar para concretizá-los, não escreva Lista de Desejos e, sim, LISTA DE MILAGRES”. Fiquei sem palavras, diante de tanta sabedoria! Passei a refletir de forma diferente. Realmente, “como desejo, no ano de 2013, ter muita saúde, se não faço uma atividade física, se não me alimento nos horários corretos, se não cuido da minha saúde mental?” “Como desejo vivenciar um GRANDE AMOR, se procuro nos lugares errados e, previsivelmente, encontro somente pessoas erradas?” “Como desejo que minha família seja muito feliz, se sei que qualquer doença que me acometa, pela distância que me encontro dos meus familiares, trará conjuntamente um sofrimento para eles sem igual. Contudo, não consigo cuidar bem de mim. Trabalho excessivamente, sem tempo para ver um pôr-do-sol? Como posso cuidar da felicidade dos outros, se não consigo cuidar da minha? “Como posso querer equilíbrio profissional, se ainda consigo me incomodar com pessoas que não compreendem que para mim `Ser professora é uma missão de vida`. Por isso, ministrar minhas aulas com tanta dedicação e AMOR. Logo, o carinho e respeito dos alunos é consequência?” “Como posso querer um milhão de amigos, se desejo que todos os meus amigos tenham os meus gostos (ouvir rock- só ROCK, gostem de viajar, ouçam-me sempre que eu precisar, estejam disponíveis sempre). Mas atenção! No dia que eu não estiver de bom humor, não quero falar com ninguém. Então, não atendo telefonemas (nem de amigo...eu ligo depois...). Mas, se eu ligar e o amigo não me atender....amizade desfeita!” Não posso esquecer que AMIZADE é INVESTIMENTO, é TROCA, é ACEITAR AS DIFERENÇAS. E, finalmente, como posso vivenciar DEUS se nem sempre consigo “Amar o próximo como a mim mesma?” Então, sob essa nova ideologia de vida, nesse final de 2012, farei, sim, minha lista de desejos para o novo ano que se inicia. E em 2013, exatamente, no dia 31 de dezembro, eu voltarei a escrever a vocês, comprovando que sonhos sem ações concretas aguardam milagres. Mas sonhos com ATITUDE de VIDA se tornam REALIDADE! FELIZ 2013 A TODOS NÓS!

domingo, 2 de dezembro de 2012

O SOLITÁRIO DO SAMBA

Na CIDADE DE ARAM, sair à noite é um desafio. Isso porque as opções para diversão são muito restritas. Metaforicamente falando é como se você chegasse a um restaurante, lesse o cardápio e ficasse em dúvida se pede filé à sertaneja, peru à sertaneja, lasanha à sertaneja, pato à sertaneja, pizza à sertaneja ou chambari à sertaneja” Quero deixar bem claro que não tenho nada contra o molho sertanejo, acho delicioso, mas também gostaria de ver no cardápio o molho clássico, o molho forró, o molho baião, o molho carimbó, o molho batuque , e, claro o meu molho predileto “o molho ROCK’N ROLL”. Então, em uma bela noite, visitando à Cidade de ARAM, descobri que haveria mudança no cardápio de diversões. Resolvi experimentar a NOITE com molho SAMBA. Novidade deliciosa, imaginei. E o molho era da melhor qualidade......tinha temperos que variavam de Adoniram Barbosa a Chico Buarque de Holanda. Quando ouvi o gosto do molho, meu corpo simplesmente enlouqueceu. Era como se não conseguisse conter meus pés que queriam dançar sozinhos. Foi difícil controlar, porque me senti como uma palmeira às margens da praia em manhã de ventania. Como não se balançar com o vento? Observei que as pessoas estavam gostando do molho Samba, mas pareciam ter receio de comer. Metaforicamente falando, é como se você tivesse com muita fome, chegasse o prato principal e todo mundo ficasse só olhando. Entenderam? Ninguém se mexia........... Então, um rapaz faminto pelo molho samba, como eu, ousou e desafiou a plateia presente. Levantou da sua mesa e começou a dançar em frente à banda samba da melhor qualidade, SOZINHO. Todo mundo ficou pasmo. E que molejo tinha o desafiador, que ginga, que encanto.... Olhando-o dançar, a fome aumentou mais, tenho certeza. Então pensei “Agora todo mundo vai levantar e provar o MOLHO SAMBA”. Doce ilusão! Todos continuaram sentados.....alguns ousaram balançar as cabeças........bater tímidas palmas... Metaforicamente falando é como se você fosse a um restaurante, chegasse o prato principal e você só o beliscassse, comedidamente. E assim decorreu toda a noite. Somente o ousado dançarino solitário sorveu todo o molho samba. Ele dormiu satisfeito, tenho certeza. Reflito que há diferentes formas de degustar os molhos da vida. A CIDADE DE ARAM é prova disso.

Sobre Mim

Minha foto
Elienai Lorelai
Sou alguém que brinca com as palavras para redimensionar fatos da realidade. Afinal, a VIDA é muito mais linda com um toque de literatura e poesia. Boa leitura a todos!
Visualizar meu perfil completo
 
Blog da Elienai©